Reservatórios de Vida Livre 02/07/2017

Posted on

Os Filo dos Platelmintos são representados pelos vermes achatados.

É um filo que provoca várias doenças em animais inclusive em humanos. Se você está com alguma dúvida da aula Filo Platelmintos – os vermes achatados, deixe seu comentário que sempre respondemos a todas as dúvidas. Vivem na água doce ( exemplo Planárias) e do mar ( vida livre). Alguns animais são de vida livre, outros de vida parasitária. Muitos nematelmintos de vida livre são carnívoros e se alimentam de pequenos animais ou de corpos de animais mortos. São muitas as espécies de platelmintos, habitando os mais variados ambientes, como mares, rios, lagos, solos úmidos e o interior do corpo de outros animais, vivendo como parasitas. Animais como as planárias, esquistossomos e os solitários pertencem ao filo platylminthes ou platelmintos. Nessa classe encontramos os platelmintos de vida livre, ou seja, aqueles que não são parasitas de outros organismos. Entre os platelmintos de vida livre, a maioria apresenta hábito predatório, porém há espécies que se alimentam de matéria orgânica em decomposição.

“Meus animais não saem de casa e são muito limpos, não podem ter vermes.”

  • Identificação e tratamento de portadores.
  • Saneamento básico (esgoto e tratamento das águas) além de combate do molusco hospedeiro intermediário
  • Educação em saúde.

Esses platelmintos não apresentam sistema digestório e absorvem de seus hospedeiros os nutrientes por difusão, pela superfície do corpo, o que representa uma adaptação ao modo de vida parasitário.

Entre os platelmintos há espécies de vida livre, que são predadoras ou que se alimentam de animais mortos. As planárias são platelmintos de água doce (Foto: Reprodução/Wikimedia Commons) Os turbelários são platelmintos de vida livre, como as planárias de água doce. Alguns têm vida livre e vivem no mar, rios ou ambientes terrestres, e outros são parasitas, ou seja, vivem às custas dos animais hospedeiros. Platelmintos – Dividem-se em três classes – tuberlários, trematódeos e cestódeos – de acordo com o modo de vida (livre ou parasitária). Os tuberlários, como a planária (Dugesia tigrina), são seres de vida livre. No ciclo de vida de um trematódeo, os vermes adultos produzem ovos que são eliminados do hospedeiro definitivo (homem) e originam vários estágios larvais relacionados ao hospedeiro intermediário (molusco aquático). Nematelmintos – Os nematelmintos podem ter vida livre ou ser parasitas de plantas e animais. Neste caso, os vermes adultos habitam a cavidade intestinal do hospedeiro e produzem ovos, que eliminados pelas fezes contaminam a água e os alimentos. Olá …A planária não é um parasita ela está na classe dos platelmintos de vida livre.

Reservatórios de Vida Livre 02/07/2017

  • Triblásticos
  • Protostômicos
  • Pseudocelomados

A digestão das planárias ocorre num tubo digestivo com faringe e intestino, mas sem ânus: os alimentos entram pela boca, e os restos não digeridos também saem pela boca.

Platelmintos nem sempre são parasitas ou fazem mal, mas alguns são vermes e outros podem ser da classe Turbelaria que são representadas pela planária. Espero ter ajudado :) Nos platelmintos de vida livre, a epiderme apresenta cílios, relacionados com a locomoção. Nos platelmintos de vida livre as trocas respiratórias são feitas por difusão. Podem se prender no corpo do hospedeiro, como é o caso dos carrapatos, pulgas e piolhos ou penetrá-lo, como acontece com vermes. Os parasitas precisam se dispersar no ambiente para trocar de hospedeiro, e isso eles fazem através de ciclos de vida, alguns até muito complexos. Esses animais têm o corpo geralmente achatado, daí o nome do grupo: platelmintos (do grego platy: ‘achatado’; e helmin: ‘verme’). Alguns têm vida livre, outros parasitam animais diversos, especialmente vertebrados. Alguns nem tubo digestório têm e vivem adaptados à vida parasitária, absorvendo, através da pele, o alimento previamente digerido pelo organismo hospedeiro. Locomovem-se com ajuda de cílios e alimentam-se de moluscos, de outros vermes e de cadáveres de animais maiores, entre outros exemplos.

Amibas de vida livre :

  • Platelmintos - vermes de corpo achatado, em forma de fita;
  • Nematelmintos - vermes de corpo homogeneamente cilíndrico e afilado em ambas as extremidades;
  • Anelídeos - vermes de corpo dividido em anéis.

O corpo é achatado dorsiventralmente e possui a boca localizada na região ventral do corpo.

Possui ainda um hospedeiro intermediário que são os caramujos, caracóis ou lesmas, onde os ovos passam a forma larvária (cercária). Alguns tem vida livre, outros parasitam animais diversos, Muitas espécies são de vida livre e vivem em ambiente aquático ou terrestre; ou de vida livre. Platelmintos (filo Platyhelminthes) são vermes de corpo achatado e de pouca espessura. Há diversas espécies de vida livre, que se desenvolvem na água, com poucos centímetros de comprimento, e outras maiores, de meio terrestre úmido. Planárias – são animais de vida livre. Alguns têm vida livre, vida livre encontrado em águas doces de rios, lagos e fontes.

Outros animais podem apenas apresentar hemorragia nasal. Não é raro, aparecerem animais que apenas “espirram sangue”.

vida livre que habita o interior de solos úmidos.

Não é considerado um parasita poque è um verme de vida livre encontrado em águas doces de rios, lagos e fontes. Tênia Solium: um platelminto que parasita o ser humano Características Gerais Os platelmintos, também conhecidos popularmente como vermes, são animais pertencentes ao filo Platyhelminthes, reino Animália e subreino Metazoa. Nos platelmintos de vida livre as trocas são feitas por difusão. Platelmintos são animais do filo Platyhelminthes (do grego platy, achatado + helmins, verme), pertencente ao reino Animalia. Nos platelmintos de vida livre, a epiderme apresenta cílios, relacionados com a locomoção. Nos animais de vida livre, como as planárias, existe uma animais de vida livre, órgãos dos sentidos rudimentares, nomeadamente ocelos, que apenas permitem a percepção da luz/sombra e de movimento.Em platelmintes de vida livre terrestres, a cabeça apresenta uma série de Em platelmintes de vida livre terrestres, a cabeça apresenta uma série de

Todos os vermes parasitas platelmintos e nematódeos , apresentam – se esbranquiçados pela presença de uma capa ou cutícula que recobre todo o corpo .por que?

No caso dos vermes a alimentação ocorre de acordo com a parte do corpo do hospedeiro que estão.

Os animais de vida livre se alimentam de pequenos organismos e vermes de pequeno porte. Podem ser de vida livre ou parasitas. Várias doenças são causadas por animais desse filo, e assim como ocorre com os platelmintos a incidência é mais intensa em geral associada a precariedade do saneamento básico. Exemplos de turbelários - Planária Geoplana - Pseudobiceros bedfordi - Pseudobiceros dimidiatus - Catenula lemnae - Dugesia sp Os nematelmintos (do grego nematos: ‘filamento’, e helmin: ‘vermes’) são vermes de corpo cilíndrico, afilado nas extremidades. Muitas espécies são de vida livre e vivem em ambiente aquático ou terrestre; outras são parasitas de plantas e de animais, inclusive o ser humano. Corpo em forma de fita (até 12 m)Vermes endoparasitas Corpo em forma de fita (até 12 m) As tênias adultas vivem no intestino de animais vertebrados, geralmente mamíferos. Indivíduos com teníase, liberam ovos destes animais, juntamente com suas fezes, podendo contaminar a água ou mesmo alimentos ou mãos. Os membros do filo Platyhelminthes, conhecidos como vermes planos, são animais de vida livre e parasitas. Os Platyhelminthes de vida livre, membros da classe Turbellaria, são provavelmente os mais primitivos dentre todos os animais bilaterais. Os platelmintos são animais cuja estrutura corporal é muito simples, existem mais de 20 mil espécies descritas, sendo bem conhecidas as tênias, os esquistossomos e as planárias. O parasita possui o corpo semelhante a uma folha, bastante achatado dorso ventralmente, em cuja região anterior encontra-se uma ventosa e a abertura oral. Todas as espécies de planárias são de vida livre e há espécies terrestres e aquáticas. As planárias se alimentam de matéria orgânica em decomposição ou de pequenos animais, no caso das planárias carnívoras. Resumo As características dos animais platelmintos Os ciclos de vida de alguns platelmintos